5 aplicativos para crianças com autismo

Criança brincado com iPad

A Tismoo publicou no Medium um artigo muito legal destacando 5 aplicativos para crianças com autismo. Vale a pena ler e, se for útil para você, baixar os apps para usar com seu filho/neto/paciente com autismo.

Os aplicativos mencionados são: Minha Rotina EspecialStory CreatorLivoxTobii e Tippy Talk.

O artigo está em https://medium.com/tismoo-biotecnologia/5-aplicativos-para-crianças-com-autismo-2e604c1635e8 — boa leitura!Imagem de criança tocando num tablet.

Apple faz 1ª sessão para autistas no Brasil

A Apple Brasil realizou a primeira sessão especialmente dedicada a crianças com autismo no país. O evento foi no último domingo, 12 de novembro de 2017, na loja da empresa em São Paulo.

A sessão, que foi de desenho e pintura em iPads Pro, teve a participação do grupo de funcionários voluntários da empresa, os “volunteer champions“. As crianças soltaram sua criatividade usando a Apple Pencil (o lápis bluetooth da marca para interagir com o iPad Pro) e fizeram vários desenhos com os mais diversos temas nas telas dos iPads.

Este foi o primeiro evento da Apple voltado a pessoas com autismo no Brasil. A inspiração veio do Reino Unido, de uma loja da Apple no Oeste de Londres que, alguns meses atrás, atendeu ao pedido de uma mãe e fez uma sessão exclusiva para autistas. Os voluntários da Apple Brasil souberam de tal iniciativa e resolveram fazer a mesma ação inclusiva por aqui.

O instrutor da sessão foi o criativo Gabriel Basilio, que teve muita paciência e carinho com as crianças durante todo o evento. A médica Iara Brandão, neurologista infantil e genetisista da startup Tismoo, também participou como voluntária para dar um apoio profissional ao evento.

Continue lendo “Apple faz 1ª sessão para autistas no Brasil”

A nata da pesquisa sobre autismo

O neurocientista Alysson Muotri em seu laboratório.

Brasileiro lidera laboratórios na Califórnia (EUA)

Para celebrar o nono Dia Mundial de Conscientização do Autismo, 2 de abril, estive no laboratório do Sanford Consortium, na Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD), um dos mais (senão o mais) avançados laboratórios de neurociência do planeta, onde conversei com o neurocientista Alysson Muotri — um brasileiro, PhD, que lidera um verdadeiro batalhão de pesquisadores naquela universidade (você pode ver o vídeo desta visita no site da Revista Autismo — em www.RevistaAutismo.com.br).

E foi lá em San Diego, no extremo Sudoeste dos Estados Unidos, cidade que faz divisa com o México, que Alysson me mostrou o trabalho que tem sido feito na busca pela cura do autismo e de outras síndromes e doenças — de síndrome de Rett e mal de Parkinson até anorexia nervosa, zica e mal de Alzheimer.

O campus fica num dos mais belos cenários da California, com vista para o Oceano Pacífico, caprichosamente localizado próximo a uma pista de vôo de paraglider, num dos melhores lugares para se admirar o pôr-do-sol da costa oeste estadunidense, a região de Torrey Pines.

No mesmo prédio ficam vários laboratórios, integrados exatamente para promoverem a transdisciplinaridade entre os mais diversos campos de pesquisa, com três principais corredores onde em cada sala algo da nata da ciência está sendo pesquisado e a qualquer momento podem brotar importantes descobertas — como há poucos dias de lá descobriu-se que anorexia nervosa tem uma base genética e biológica passível de modulação farmacológica, o que abre caminho para se descobrir a causa e melhores tratamentos. No corredor central, os equipamentos mais pesados para facilitar a logística.

O paulistano Alysson, que fundou, no ano passado a primeira startup de medicina personalizada do mundo, a Tismoo, voltada predominantemente a fazer análises genéticas de autistas, e acabou de lançar o livro “Espiral — Conversas Científicas do Século XXI”, pela editora Atheneu, também é pioneiro na criação de mini-cérebros em laboratório, o que inclusive foi usado para o primeiro estudo do mundo que confirmou a relação entre o zika vírus e a microcefalia, publicado na renomada “Nature”. Os mini-cérebros têm ajudado muito na busca por entender diversas síndromes e doenças, além do autismo, e tem ganhado destaque mundial na mídia.

>Leia a reportagem toda na Revista Autismo em: http://www.revistaautismo.com.br/noticias/a-nata-da-pesquisa-sobre-autismo

 

Veja o vídeo:

Cientista fala sobre 1ª empresa de biotecnologia voltada ao autismo

Em um vídeo de mais de dez minutos, direto de San Diego (Califórna), nos Estados Unidos, o neurocientista Alysson Muotri respondeu às perguntas que lhe enviamos, a respeito da sua startup, a Tismoo, a primeira empresa de biotecnologia do mundo voltada ao autismo (veja reportagem sobre o lançamento da Tismoo).

 

Assista ao vídeo a seguir e saiba mais sobre esse início da era da medicina personalizada que estamos vivendo:


 

Jogo ajuda no aprendizado de Matemática a crianças

Tela do jogo 1der Math
Tela do jogo 1der Math

Para muitos, Matemática não é uma matéria fácil. E uma boa opção para que o aprendizado de Matemática seja divertido é o jogo 1der Math, criado pela GoodIdev, empresa brasileira. O aplicativo está grátis e roda tanto em iPads quanto em iPhones/iPods touch, mas é muito melhor para se jogar no iPad pelo tamanho da tela.

A dinâmica do jogo é interessante. Na parte de cima da tela, aparecem sentenças matemáticas — soma, subtração, divisão e multiplicação — e vários balões com opções de respostas. Mas os balões vão subindo e a criança tem de ser rápida para furar o balão com a resposta correta. Os cálculos vão ficando mais complexos conforme o jogador vai acertando e avança de fase. Continue lendo “Jogo ajuda no aprendizado de Matemática a crianças”